31 de jan de 2017

Giuseppe - O primeiro ano

Giuseppe está com 1 ano e 2 meses. Vou tentar resumir algumas coisas que se passaram nesses 14 meses de segundinho na minha vida.

Desde que nasceu ele sempre foi muito atento ao que acontecia ao seu redor, com seus olhos doces e espertos. Tem um olhar profundo, que fala! Consegue nos transmitir pelo olhar exatamente o que sente e o que quer. Acredito que comunicação não será um problema pra ele, veremos.

Mamou em livre demanda e exclusivo no peito até 6 meses. Voltei a trabalhar quando ele tinha 5 meses e meio. mesmo assim consegui manter ele no leite materno apenas. No meio período que está na escola também toma o meu leite. Ele sempre leva uma porção.

Já tentamos outros leite pra ele, como forma de segurança mesmo. Nunca aceitou nenhum. Ou é de peito ou pra ele não serve. Fica sem mamar, mas não aceita outro. Continua firme e forte no peito, não me larga.

Iniciamos a Introdução Alimentar já era um pouco passado de 6 meses, tinha uns 6 meses e 11 dias, mais ou menos. Fiz completamente diferente do Gianlucca. Enquanto com Gianlucca eu fazia a tradicional papinha, com Giuseppe optei por seguir mais com BLW. Hoje ele come de tudo, mas tem clara preferencia por salgados. Não gosta de nada gelado, até sorvete (que eu faço em casa, de fruta) ele fica meio resistente.

Teve bronquiolite com pouco mais de 6 meses. Fazia 3 semanas que eu tinha voltado a trabalhar. Que luta, Jesus! Nunca havia passado por isso com Gianlucca. Entrou na minha vida palavras como "espaçador" "aerolim" "fisioterapia respiratória" "flixotide". Eu não gosto de medicar, não vou mentir. Sempre procuro soluções naturais. Foi bem difícil pra mim administrar tudo isso de remédio, mas enfim, passou. Espero que não aconteça mais.

É grudento. Precisa de alguém perto dele o tempo todo, como o irmão. Sou craque em fazer chicletinhos :-)

É briguento, uma pimenta. Enfrenta o irmão, puxa cabelo e morde. E Gianlucca? Revida, claro! Não está nem aí que Giuseppe é pequeno. Fico como louca as vezes tendo que intermediar conflitos.

É amoroso e demonstra muito isso. Ama o papai, ama o irmão (é lindo de ver os dois juntos quando não estão brigando), ama os avós.

É tímido. Não abre sorriso pra ninguém, não aceita colo de ninguém que não queira. E eu não insisto mesmo, se ele não quer, ele não vai.

É falante! Maioria das coisas na linguagem própria dele, mas tem muitas palavras que já fala. É lindo ver ele chegando no portão da minha mãe e gritando "vovóoooo" de maneira certinha! Já fala "já" e sai correndo, uma graça.

É um resumo apenas. Foram 14 meses intensos e deliciosos.

Bjs.